Compartilhe:

Pavilhão do Esporte: levando os jogos olímpicos para perto de você

21/10/2015

Desde setembro, a Baixada Fluminense e o interior do Estado estão recebendo o Pavilhão do Esporte. A iniciativa, com entrada gratuita, é uma parceria entre a Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Estado do Rio de Janeiro e a Light.

 

Com muita música, o evento busca levar atividades olímpicas para a população das outras regiões do Rio de Janeiro. Acreditando no poder transformador do esporte na vida de jovens e crianças, o pavilhão traz atividades que envolvem desde artes marciais até basquete paralímpico. Todos os esportes contam com distribuição de medalhas aos participantes.

 

E foi em um desses esportes, o badminton, que Sebastião encontrou uma forma de incentivar outros jovens. Diante de uma infância e adolescência difíceis e marcados pela discriminação, o diretor técnico do Instituto Miratus resolveu abrir as portas da oportunidade para a população da Chacrinha, que fica no bairro Tanque, no Rio de Janeiro.

 

Prova viva de que vale a pena investir na juventude, Sebastião está com a gente levando superação e muitos sonhos ao Pavilhão do Esporte. Quer saber um pouco mais dele? Confira a entrevista:

 

1)         Você tem uma história de vida que serve como inspiração para muitos jovens. Você pode dividi-la com a gente?  

 

A minha infância e adolescência foi vivida dentro de um orfanato. Em 1978, minha mãe alugou uma casa em Duque de Caxias e, para pagá-la, trabalhava no Lixão de Jardim Gramacho. Naquele ano, pude sair da Fundação Nacional do Bem-Estar do Menor (Funabem) para passar as férias e trabalhar no lixão. Aos 16 anos, meu Instrutor de Lanternagem dentro da Instituição me orientou, me mostrando de uma forma bem clara a realidade. Segui esses passos e minha vida mudou radicalmente para melhor. Essa ajuda me motivou a fazer o mesmo, retribuir o que fizeram por mim, e, por isso, criei a Associação Miratus de Badminton.

 

2)        A Miratus, fundada por você, está com a gente no Pavilhão do Esporte, levando atividades olímpicas para outras regiões do Rio de Janeiro. Para você, qual é a importância de apresentar a prática de diferentes esportes para a população?

 

A Associação Miratus de Badminton é um projeto de inclusão social que, ao mesmo tempo, capacita atletas de potencial olímpico em um projeto único. Participar do Pavilhão do Esporte é uma oportunidade ímpar, imperdível, de contribuir levando, além do esporte, oportunidades e sonhos, com as nossas crianças servindo de inspiração. Parabéns aos idealizadores por apoiar essa iniciativa em prol dos menos favorecidos.

 undefined

 

3)        A associação já conta com diversos atletas muito premiados no badminton. Você acredita que esses jovens possam se tornar modelos para outros, motivando-os a seguir novos caminhos?

 

Acredito sim, porque isso já vem acontecendo. Nossos resultados alcançados, prezando pela qualidade, já foram traduzidos em 20 títulos pan-americanos jr., mais de trinta sul-americanos jr., e três títulos europeus. Estamos com atletas disputando vaga para os Jogos Olímpicos 2016. Somos um projeto social que busca formar atletas para Seleção Brasileira.

 undefined

O próximo Pavilhão do Esporte acontecerá nos dias 24 e 25 de outubro na Praça da Apoteose, Vila São Luís, em Duque de Caxias. As atividades começarão a partir das 17h30. No domingo, o show do grupo Revelação encerrará o evento às 22h.